O Antes da Obra!

Agora, praticamente no fim da obra, faz-se um retrocesso para perceber o antes e o depois da reabilitação. As fotografias falam por si! Fotografias de Rodrigo Tavarela Peixoto.

Alçado Principal

Interior - Edifício 1916

Interior - Edifício 1916

Interior - Edifício 1918

Interior - Edifício 1918

Alçado Tardoz

Alçados Norte e Poente

"Anexo"

Alçado Tardoz

Alçado Norte

 

A Visita

No passado sábado, dia 21 de Abril,  realizou-se a visita à obra das Casas António Carneiro. A visita foi muito concorrida (aproximadamente 50 pessoas) e queremos aproveitar para agradecer a todos que demonstraram interesse em conhecer o nosso trabalho. Em baixo algumas fotografias.

Visita - casa 1

Visita - casa 2

Visita - casa 2

Visita - casa 1

Visita - casa 2

Visita - espaço exterior

Convite: Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

Interiores

Em António Carneiro fazem-se os autos finais e limam-se as arestas.

Acabamentos VIII

Seguem em baixo algumas fotografias da obra quase concluída.

Alçado Norte - entrada das habitações

Alçado Sul

Interior de uma das habitações

Aproveitamento das águas furtadas de uma das habitações

Alçado poente

fachada norte - pormenores

Através da fotografia acima identificada como fachada norte – pormenores consegue-se verificar o resultado das grades de ferro recuperadas assim como os painéis de azulejos.

fachada poente

Em breve mais fotografias do interior…

Alçado principal


O património esquecido

Na nossa Oficina de Arquitectura temos orgulho no que fazemos. O património não se esgota na sua dimensão arquitectónica e é dever dos técnicos e investidores estarem atentos a outras expressões patrimoniais como é o caso dos fundos documentais e demais parafernália relacionada com a actividade quotidiana das pessoas, das famílias e das empresas. No arranque de qualquer projecto de reabilitação é conveniente fazer o trabalho de casa, procurando contextualizar em termos históricos e sociais o edifício que será alvo de intervenção e, sobretudo, é obrigatório passar a pente fino todos os sótãos e caves desses edifícios porque os papéis aí esquecidos raramente são entulho! (sobre este assunto, link)

Um pouco mais de luz e…

À medida que a obra se aproxima do fim, os contornos vão ganhando forma e os pormenores anteriormente apenas imaginados vão-se materializando à frente dos nossos olhos. A luz agora é muito mais intensa e faz o espaço crescer.

Escadas interiores da Casa nº1

Escadas interiores da Casa nº4

Interior da Casa nº3

Interior da Casa nº3

Interior da Casa nº3

Águas furtadas, Casa nº2

 

Exteriores

Os alçados têm sido a preocupação principal nestes últimos meses. Como é de verificar através das fotografias, conclui-se todos os pormenores.

Alçado principal

O portão principal também já está recuperado. Está à espera da pintura.

Portão recuperado

As varandas também estão quase prontas.

Varandas no alçado tardoz

A fachada tardoz também está em fase de conclusão.

Alçado Tardoz

Foram aproveitadas as ferragens para o funcionamento das portas das varandas. Serão recuperadas e mantidas.

Pormenor das portas das varandas

Alçado Tardoz

E o resultado final está quase à vista…

Alçado principal

Acabamentos VII

Estamos neste momento a concluir a fachada tardoz, nomeadamente no que refere às instalações das caixilharias exteriores, revestimentos das fachadas, entre outros. Em baixo seguem algumas fotografias dessa fase.

Fachada tardoz

Pode se verificar o revestimento das paredes das escadas a aplicação dos azulejos existentes. Estes foram retirados, recuperados e aplicados novamente com argamassa de cal.  Também foi aplicado os soletos de ardósia conforme o existente. O resultado está a vista.

Vista mais pormenorizada da escada

Vista dos azulejos recuperados

Estão também a ser montados os roupeiros nos quartos.

montagem dos roupeiros

O piso das águas furtadas da casa 4 também está a ser concluído.

piso das águas furtadas - casa 4

Fachada tardoz

 

Seminário Sustentabilidade das Operações de Reabilitação Urbana

No passado dia 06 de Dezembro, estivemos presente no Seminário Sustentabilidade das Operações de Reabilitação Urbana, organizado pela Porto Vivo SRU, com uma apresentação intitulada Criatividade VS Regulamentação. Foi apresentado dois casos práticos – Casas António Carneiro e Edifício dos Lóios. A comunicação já está online em pdf aqui. As restantes podem ser vistas aqui.

 

Acabamentos VI

A fachada tardoz começa a ganhar “forma”. Já foram colocados os soletos de ardósia no piso 1 no espaço da “marquise”.

As águas furtadas da casa A também já está pronta.

Assim como as águas furtadas da Casa B.

As instalações sanitárias da Casa B também estão nos retoques finais.

 

Acabamentos V

Alguns pormenores da casa 2.

Vista parcial do piso 1

Vista parcial das águas furtadas

Vista parcial do piso do rés-do-chão

Fachada lateral

 

Com o Vítor Silva no “Porto em Conversa”

Alçado lateral

“Neste programa do Porto em Conversa falei com Adriana Floret sobre a reabilitação urbana no Porto, as diferenças entre reabilitação e construção nova, as Casas de António Carneiro e a segunda edição das Jornadas de Arquitectura Sustentável.

Duração Total: 35:00
Podem
descarregar o programa directamente ou subscresver o podcast.

Começamos por falar um pouco do estado da reabilitação no Porto e a dinâmica que a SRU veio introduzir, e que tem pelo menos o mérito de se falar cada vez mais de reabilitação.
No entanto a
reabilitação não é para apressados até porque, como referiu Adriana Floret,para além da reabilitação física dos edifícios e do espaço público, esta reabilitação deve ser “uma reabilitação quase social e económica”.

A propósito da estratégia da SRU de apostar na unidade quarteirões como unidade mínima de reabilitação, Adriana Floret referiu que embora compreenda alguma da argumentação que justifica esta facto, “a aposta nos quarteirões não faz sentido se o plano elaborado não tiver em conta os quarteirões que os circundam”.

Também a questão do agrupamento de edifícios que esta estratégia normalmente obriga é vista com potencialmente criticável na medida em que “os edifícios do Porto são edifícios que têm características muito próprias (…) que com o agrupamento de vários edifícios se perdem, um edifício não tem qualidade arquitectónica só pela fachada mas pelo todo”.

Falamos depois das diferenças entre reabilitação e construção nova, quer ao nível das diferenças no processo quer no que diz respeito a características inerentes à reabilitação como por exemplo o facto de ”nem sempre em reabilitação se consegue atingir o mesmo nível de conforto que a construção nova”.

Abordamos depois a questão das competências necessárias para o desenvolvimento destes projectos de reabilitação. Na opinião de Adriana Floret para além de dominar algum conjunto de especificidades é também importante gostar e ter sensibilidade para esse tipo de projecto.
Um projecto que conjuga quer competências mais avançadas, por vezes resultado de interacção com faculdades, quer competências mais tradicionais por exemplo de carpintaria ou trabalho de ferragens.

Finalmente, e porque Adriana Floret é uma das responsáveis pela organização das Jornadas de Arquitectura Sustentáveldo Núcleo do Porto da Quercus, falamos da motivação para a criação deste evento e da evolução que sentiu nesta área desde a primeira edição em 2008 para a edição deste ano.

De referir que as próximas sessões desta 2ª edição das Jornadas de Arquitectura Sustentável se vão realizar nos próximos dias 23 de Outubro e 27 de Novembro abordando os temas “materiais e tecnologias sustentáveis” e “cidades sustentáveis” respectivamente.” Retirado do site do Porto em Conversa.

Escadas

Nas fotografias abaixo podemos ver a instalação das guardas metálicas.

Escada de acesso às águas furtadas

Escada de acesso às águas furtadas

Escada de acesso ao primeiro piso

Acabamentos IV

Mais um “protótipo” desenvolvido para um perfeito acabamento da obra – Degrau das escadas metálicas de acesso às águas furtadas.

Vista do degrau

Vista do degrau

Vista do encaixe do degrau na estrutura metálica

O degrau é feito para encaixar na estrutura metálica conforme se pode ver através da fotografia.

Vista de um dos quartos - soalho de carvalho e caixilharia de madeira pintadas

Exterior

Sem os andaimes já dá para perceber um pouco do que será o resultado final do alçado norte.

Vista do alçado norte

Pormenor das caixilharias

Vista geral do exterior

Vista do alçado poente

Até o pinheiro está de boa saúde!

Acabamentos III

Com o andamento da obra podemos ver a aplicação do soalho. Sobre o ripado foi aplicado impactodan de modo a reduzir o ruído de impacto. Fotos em baixo.

Pormenor de aplicação do soalho

Pormenor de remate do soalho com as paredes

Vista de um dos andares

Uma vez que a madeira de carvalho altera as suas dimensões de acordo com a humidade e temperatura, foi deixado espaços por aplicar soalho de forma a prevenir problemas no futuro.

Acabamentos II

Escada de acesso às águas furtadas

Escada de acesso às águas furtadas

As Caixilharias III

Depois do protótipo começa-se a instalar as caixilharias definitivas.

Caixilharia exterior - alçado norte

Caixilharia exterior - alçado norte

Perto do resultado final

Vista interior dos vãos exteriores

Vista do interior dos vãos exteriores

Restauro dos azulejos

Restauro dos azulejos

Vão exterior

Neste momento aperfeiçoam-se todos os pormenores e uma das casas servirá de modelo. Brevemente fotografias com mais pormenores.


Adriana Floret
Adriana Floret - Arquitectura Ldª Rua de Entreparedes, 68
4000-198 Porto
PORTUGAL
Telemóvel: 917405510 Telefone/Fax: 220174595
www.floretarquitectura.com adriana@floretarquitectura.com

Floret Arq. Twitter

Erro: Twitter não está a responder. Por favor espere alguns minutos e recarregue esta página.

Canal Floret Flickr

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 23 outros seguidores

Blog Stats

  • 239.296 hits

%d bloggers like this: